jun 1 2020

Mercado externo aquecido e menor oferta interna dão sustentação ao mercado


O aumento de oferta de boiadas com o final de safra não tem sito suficiente para pressionar o mercado.

Os preços da arroba do boi gordo estão firmes, sustentados pelo mercado externo aquecido associado a redução na oferta de animais para abates.

Com isso, em alguns estados, foram observadas variações positivas para a cotação do boi gordo ao longo desta semana.

Do lado da exportação, segundo dados da Secretaria de Comércio Exterior (Secex), até a terceira semana de maio, o Brasil embarcou 114,07 mil toneladas de carne bovina in natura. Caso esse ritmo se mantenha, as exportações serão recorde para o mês.

O consumo no mercado interno segue impactado pela pandemia. No curto e médio prazos, as medidas restritivas começarão a ser flexibilizadas, o que já acontecendo em algumas regiões do estado de São Paulo, e, com isso, é possível que haja algum reflexo positivo no consumo de carne bovina, embora esse aumento seja restrito pela parcela da população com maior poder aquisitivo.

No mais, a virada de mês e o pagamento dos salários são fatores positivos para o consumo doméstico.

Thayná Drugowick / Scot Consultoria